segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Não fala nada


Não fala nada agora
Só apenas me abraça
Preciso tanto desse carinho
preciso tanto do teu colo


Não fala nada nesse instante
Fique assim quietinho
Quero ouvir as batidas do coração em meu ninho

Não fala nada nesse momento
Deixe as horas passarem nesse silencio ofegante
Nosso olhar já diz tantas coisas em um rompante
Quero ficar a vida inteira assim

2 comentários:

Marae disse...

Quero ficar a vida inteira assim

abraçada, protegida...

Gilbamar disse...

Parabéns, poetisa, seu poema é tocante e terno e seu blog é encantador. Terei prazer em voltar outras vezes e gostaria de convidá-la para conhecer o meu: http://gilbamar-poesiasecronicas.blogspot.com/

Fraternos abraços de Gilbamar de Oliveira.