sexta-feira, 2 de novembro de 2007

DIsfarce

Triste sem alegrias
Abandonada a própria sorte
Cercada de vans filosofias
Por te perder...prefiro a morte

Por te perder prefiro amorte
Dor doida metáfora da vida
Dor profunda como profundo o corte
Lembrança da sua despedida

Lembrança da sua despedida
Queria poder esquecer
Você foi e contigo levou minha vida
Pareces que não pensas em devolver

Pareces que não pensas em devolver
Melhor seria se nela mergulhasse
Pois sempre amarei você
Não tenho mais disfarce

domingo, 21 de outubro de 2007

Casarão abandonado

Uma porta aberta
casa vazia...abandonada
Luz apagada ,penunbra
Janelas fechadas
Vidraças quebradas
Lençois cobrindo os móveis
O velho piano de calda
Cadeira de balanço sem palha
Teias no corrimão da escada
Degraus de m,adeira estalando
Tapete no ch~/ao roto pelo tempo
Andar de cima
Quartos sombrios...camas dessarrumadas
Almofadas espalhadas
Armários abertos...sem nada
Velho casarão hoje tapera
Morada de um fantasma do passado
Fantasma de alguem que pereceu a tua espera
E mesmo depois da morte
Ainda é por ti apaixonado

Parceria: Mel e Ilson Rogério

Amor escondido

Vivo escondendo essa dor
Que massacra meu peito
Tento esconder porque não quero ninguem intristeça com essa minha dor
Será um pecado te amar tanto assim?
Será que estou errada em te querer?
Meu coração tem razões, tem dúvidas,tem esse sentimento guardado que vivo escondendo...esse amor!

Sua Volta

Eu sei que vc vai voltar
Não é ilusão nem fantasia
Está escrito em nosso destino ...na lua vazia
Você quer voltar e por covardia...fujiste um dia
Que ironia mesmo assim eu te queria
Eu sei que você vai voltar
Que você estar por por perto
Te sinto como sinto a ventania
Mas voc~e agora se esconde por mania
Mas te sinto como magia
Nesse amor que me propicia
Nessa noite triste e fria
Do meu lado novamente te queria
Isso é uma questão de tempo
Pois voltará um dia!

Duas Faces do Amor

Ao teu lado euconheci as duas faces do amor
Uma tão terna outra tão amarga
Uma em sua total transparencia outra tão obscura
Uma tão certa outra insegura
Ao teu lado eu aprendi os detalhes do amor
Detalhes quase amenos,as vezes pequenos e outros tantos ...intensos
Ao teu lado eu aprendi a respirar coisas do amor,momentos alegres euforia outros tristes de dor
Saudade apertando até sufocando
Vou matando saudade com amor
ao teu lado aprendi a experimentar
o prazer do amor
Nem sempre tão físico e carnal mas um extase intenso e sobrenatural
Nem sempre por gozo por prazer mas pelo cuidado cercado antes de florescer
Ao teu lado eu vive uma história de amor
Com ínício meio e fim
Não era para ter fim
Mas nessa história vc foi o autor

Saudade

Acho que é saudade

Essa louca inspiração

Daquelas que bate e fica

Edeixa marcas no coração

Talvez seja carencia

Carência que dói la fundo

essador não tem jeito

É a dor maior do mundo

As vezes penso que não vai passar

As vezes penso que vai me sufocar

Por isso eu escrevo

Como forma de desabafar

domingo, 14 de outubro de 2007

Minha Dor

Essa dor não passa
Há momentos que penso que já se foi
Mas ela constantemente me traz lembranças do nosso amor
Te busco em tudo que vejo...querendo te encontrar
Buscando tua voz o teu eu em cada pessoa que vejo
Mas não encontro você é claro,você p/ mim é único e um dia foi meuNunca passou pela minha mente que pudesse te amar tanto assim
Minha insegurança foi apenas o estopim,para que você partisse,partindo meu coração
E ele ficou em pedaços que não consigo mais encaixar e mesmo que se encaixe um dia,sei que um pedacinho ainda vai faltar
Porque a ti entreguei,e ele não me pertence mais

Era uma Vez...

Era uma vez aqui dentro de meu coração
Que eu vivi o explendor do sabor do verdadeiro amor...emoção
Que me leva as raias da loucura que me faz tão tua
Assim como a noite a lua pertence
E essa saudade que toma conta de cada pedaço do meu ser
Agora meu único pensamento...ter você aqui novamente
Peço ao vento de um jeito veemente,que te traga de volta depois do temporal
Peço as estrelas a chuva ao cèu
E esse sentimento de loucura paixão que já roubou a razão
Nosso amor ficou na história,ficou dentro de mim com tanta alvidez...
Não queria que fosse apenas passado mas...
Era uma Vez!

Destino Ingrato

Foram aas últimas manhãs de Setembro,uma alegria triste
Não foi por acaso...Não foi sem querer
Foi um simples destino ingrato
EEu derepente te perdi

Me taxavas como insensata
E tenta assim me esquecer

Teu sonho não sou mais eu
Acho que na verdade nunca fui
Se em pouco tempo me esqueceu
Foi só uma questão de orgulho

Nem mesmo todo colorido da primavera
Nem o aroma espalhado pelo ar
Apagara essa quimera
o desejo único...te amar


Parceria Mel e Ilson Rogério

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Emoção














































Emoção que explode a qui dentro do peito









De ter você de volta









de ter novamente teus carinhos,teus cuidados...teu beijo


















Emoção que transborda por ai a fora









De poder olhar em teus olhos,ouvir tua voz,sentir seus braços me envolvendo









De ver teu sorriso as vezes tímido ainda









As vezes solto...que delívcia









Emoção que extravaza









Por ter tua respiração ofegante naquele instante.









Onde nos entregamos de forma enebriante ao prazer ao gozo ...ao amor









Emoção que contamina,por esse amor que não cabe em nós









Que não cabe nesse mundo de tão verdadeiro e profundo









Taõ imenso,tão tudo









Emoção que explode,transborda contamina









Por esse amor que nos toma e domina









Deixando nossa alma cativa









Por esse amor que é nossa própria vida.









Queria ser criança

Queria voltar a ser criança
Que não perde aesperança
Vivendo na corda bamba
Fazendo muita lambança

Quero voltar a brincar na praça
Fazendo malcriação e pirraça
Com a bola quebrar vidraça
GRitando bem alto !-Não fui eu foi a Graça

Queria de volta meu amigo verdadeiro
Demorar de baixo do chuveiro
Tocar a campainha do porteiro
Fugir pelo desfiladeiro


Queria na terra brincar
Fazercastelos e sonhos
AS bolinhas de gude a rolar
Na amarelinha pular

Queria muitos gibis ler
Faz de conta era uma vez vou imaginar
Minhas proprias histórias escrever
Meus poeminhas e trovas recitar

Queria brincar de casinha
Paras as bonecas fazer papinha
Dormir na casa da vizinha
A casa dela é melhor que a minha!

Agora uma notícia vou dizer
Adulto cresce apenas por fora
Pois na alma ele pode ser
Criança a qualquer hora

Mel em homenagem ao Dia das Crianças

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Seja Bem vindo!


Amor Eterno

Pra sempre vou te amar(frase da amiga Denise)
Te amando por toda vida
Mesmo você naõ querendo ,pode até me negar
Esse amor já faz parte da minha sina

Já faz parte da minha sina
Do meu ser ,do meu coração
D'alma serena e cativa
Que se desmancha de emoção

Que se desmancha de emoção
Derramando lágrimas incontidas
Te amo preciso do seu perdão
É o clamor de uma mulher incompreendida

É o clamor de uma mulher incompreendida
Que só sabe te amar
Você me ensinou a te querer
Mas não me explicou como esquecer
Agora me ponho a chorar
Vivendo como quem compõe uma canção(Frase deixada por Jl)
Aquela canção falando de amor
Que vem do fundo do coração
Que é fácil de compor

Vivendo como quem compõe uma canção
Sem se preocupar com a hora
Isso é coisa da emoção
Que florece e não vai embora

Quero vver assim...
Compondo em música minha própria vida
Que tem começo mas não tem fim
Na estrofe repetida

Mel-

domingo, 7 de outubro de 2007


Bom Dia!


Bom dia!

Embora ainda a noite disponte imponete atras daquele monte

A lua ainda no céu iluminando

E o sol querendo aparecer no horizonte


Bom dia!

ainda é madrugada

Logo chega o toque da alvorada

Que de longe se pode ouvir

Pelo silêncio da noite embriagada


Bom dia!

Para o explendido momento a nascer

Os pardais iram começar a cantar

A manhã vai se acender

As luzes dos postes iram se apagar

E mais um dia se foi sem você

E mais um dia que chega sem você

PERDÃO

Não sei qual seria minha reação
Diante do seu pedido de perdão
Não sei o que faria muito menos o que eu diria
Porque um dia sem razão negou o meu pedido de explicação
As vezes ou quase sempre olho sa fotografia a minha frente
E me custa muito entender
Sei que o amor não é facil de se explicar
Mais dif´cil ainda de compreender
Mas o que fiz para merecer?
Sempre tive receio de te perder...esse foi meu mal
Um dia tudo acabou com um frio e-mail
Redigido por vc na minha caixa-postal

Não sei quantas almas...


Não sei quantas almas eu tenho

Mas de certo que uma delas gosta de brincar na chuva como criança

Rir de chorar ,chorar de tanto rir,Pular na poça fazer lambança,de sairno meio da rua dançando com o vento

Não sei quantas almas eu tenho

Mas de certo que uma delas quer correr descalça ,sentindo o calor do asfalto ,jogar fora o salto alto descendo ladeira falando bobagem caindo na brincadeira

Não sei quantas almas eu tenho

De certo uma delas é menina quase mulher ou uma mulher ainda menina,um pouco insegura um pouco desmedida

Tem seu lado amArgo,no entanto supera todo esse féu com doçura pois seu nome eu sei é ...MEL

sábado, 6 de outubro de 2007


Intervalo-Acróstico

Inteligentimente resolvo parar
Nada mais tenho a fazer... nada
Tentei ,sim tentei
Esperava que fosse perceber
Rabisquei minhas lembranças guardadas
Vil tentativca ,naõ adiantou nada
Amarrotei meus pensamentosem camera lenta
Lentamente ,resolvi dar um intervalo
Organizando assim meu coração que já não aguenta

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

História de Amor(Acróstico)


Hoje acordei sonolenta e pensativa


Imaginando você aqui no meu lado que bom seria


Saudade corta meu peito


Tua ausência fere minh'alma


Onde vc anda,onde vc está?


Rindo com seus amigos outb sentindo minha falta


Indago ao meu coração,mas ele não responde


Amo tanto esse homem


Diante de tanto amor


Espero ele ainda voltar


Amo não nego


Meu primeiro amor verdadeiro


Onde estará agora?


Recordações apenas...abraço meu travesseiro

APAIXONADA


Quero me apaixonar

Quantas vezes for preciso

Porque estar apaixonada não é apenas estado de graça...é estar vivo sem perder ou perdendo o juizo

E quem me prova que com a paixão se ganha ou perde-se a razão?

Quem prova que é inrracional ou racional,se apaixonar então?

Quero me apaixonar de todas as formas que preciso...

Porque se apaixonar não precisa de formulas matemáticas,bula ou receita.

Quer aprender? Em que manual esta escrito?

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Nosso Amor


Nosso amor é imenso e não cabe nas palavras que escrevo

Esse amor se multiplica.triplica a cada dia mais e mais

Esse amor me faz catar poesias lançadas do meu coração para te dar

Como é bom ter um amor e amar!

Nosso amor inesplicavelmente se apoderou da nossa mente do nosso ser

Esse amor que me impulsiona a escrever

Esse amor tão misterioso ...tão próximo,inspirador

Como é bom amar e ter um amor!

Nosso amor estava já escrito, mas tentei fugir

Esse amor me cativou, me enlaçou me deixando sem saída

Esse amor tão terno,tão puro é tudo em minha vida...tatuado em nosso ser

Como é bom ser amada...como é bomamar você

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Luar



Nas horas de insônia


Posso te observar


Acalmas meu pensamento...que viaja


Voa longe mesmo sem o vento


Ultrapassa...chega ao outro lado da esfera


Quem medera,eu mesma atravessa-la..quem me dera!




Nas noites quentes de veraão


Ou nas noites de inverno


Te vejo assim tão perto


Aqui sentada na calçada


Ou atrás da janela...pela vidraça


Eu fico a vagar onde ele estará?


Só a lua pode me contar


Mas ela não revela


Quem me dera eu mesma soubesse...Quem me dera

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Dúvida




Como cheguei até aqui?


Como deixei o amor entrar?


Não há ninguem que possa caber em mim...como você


Coração parece que vai explodir por falta de espaço


Porque você me preenche tão intensamente?


Porque você me completa tão intensamente?


Onde esse amor vai nos levar?


Tantos desejos sufocados!


Tantos beijos carinhos ...trocados


Quero cultivar esse amor com carinho..."como quem cuida e planta flores,o que for..."


Quero você de volta pra mim


Quero morrer,renascer e viver novamente desse amor!


Faces


Antes de escrever mais esse poema,gostaria de dizer que pensei muito em publica-lo aqui.Ele faz parte de um passado que marcou !


Tenho a lua co omo companhia,desse amor que não se materializou...ainda

Nele vejo teu sorriso,nela esta refletido ...teu olhar

Tenho a lua que me foi dada de presente

Tenho teu amor que me faz,acordada sonhar

E na noite de lua ausente...tenho apenas esse calor em meu peito ,a imagem do teu rosto quando fecho meus olhos

Tenho o som da tua voz .

Tenho certamente teu pensamento aqui constantemente

E dois corações a pulsar

Duas faces da lua que brilha

Tanto aqui como lá.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Metade...(Oswaldo Montenegro)


Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anceio

Que a morte de tudo que eu acredito não me tape os ouvidos nem me cale a boca

Porque metade de mim éo que grito, e aoutra metade silêncio

Que a música que ouço ao longe seja linda,mesmo que triste

Que o homem que eu amo seja para sempre amado mesmo que distante

Porque metade de mim é partida e a outra metade saudade

Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor

Apenas respeitadas como a única coisa que resta para uma pessoa inundada de sentimento

Porque metade de miom é o que eu ouço e a outra metade é o que calo

Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço

Que essa tensão que me corrói por dentro...seja um dia recompensada

Porque metade de mim éo que eu penso e a outra metade vulcão

Que a arte nos aponte uma resposta por mais que não a saiba

E que ninguém a tente complicar...porque é preciso simplicidade para faze-la florescer

Porque metade de mim é platéia e aoutra metade canção

Que o medo da solidão se afaste que o convivi comigo mesmo se torne menos suportavel

Que o espelho reflita em meu rosto,o doce sorriso que me lembro de ter dado na inf^ncia

Porque metade de mim é lembrança do que fui e a outra metade eu não sei

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito

E que o silêncio me fale cada vez mais

Porque metade de mimé abrigo e a outra metade cansaço

E que minha loucura seja perdoada,porque metade de mim é amor e a outra metade...tambèm.


Muito profundo tudo isso e verdadeiro,não teria como não colocar aqui!


domingo, 30 de setembro de 2007

Queria!


Queria me alimeantar do vento ,se ele pudesse dispersar você
Queria beber do cálice da madrugada,cheio de esperança e me embriagar com o nascer de um novo dia
Queria descansar meu peito,que já não suporta sofrer e sangrar
Um dia fiz versos,promessas lhe dei sonhos poesias mas tb recebi em troca ,mesmo que por falsidade ou ironia...
Hoje quero apagar o que fomo... jogando tudo na ventania
Queria o aroma da marizia e das rosas trazidas pela primavera,só assim teu perfume se confundiria e eu poderia não senti-lo mais
Queria esquecer que um dia te amei...doce ilusão.
Porque o amor a gente não esquece?
Porque fica guardado,naõ se apaga,nem envelhece?
Queria ter respostas,como eu queriater um pouco de Paz.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

SEM VOCÊ

VOCÊ NÃO SABE O QUE ME PROVOCA
QUANDO NÃO ESTÁ AQUI
SE ABRE UM ESPAÇO TÃO FUNDO
QUE ME ESFORÇO PARA NÃO CAIR
SE TU PUDESSE APENAS POR UM MINUTO AQUI ESTAR
SABERIA O QUE ACONTECE AQUI DENTRO
QUERIA QUE INVADISSE MEU CORPO
NÃO APENAS MEU PENSAMENTO
SE MATERIALIZANDO ME VIRANDO DO AVESSO

VOCÊ NAÕ SABE O QUE PROVOCA
QUANDO NÃO ESTÁ AQUI
mAS SE TIVESSE TE GARANTO:
NÃO IA TE DEIXAR MAIS PARTIR

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Saudade de ti


Um mar que não tem tamanho
Meu olhar se perde
Um tronco na areia caido
Meu corpo cansado inerte

Ah! esse aroma afrodisíaco
Que invade o litoral
Bálsamo que penetra e alivia
Acalmando meu temporal

Um dia acreditei
Que o mar levasse em suas vagas a saudade
Mas apenas me separa de ti
Com discreta crueldade

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Almas Gêmeas


Somos almas encantadas
Almas gêmeas separadas...que buscam se encontrar
Somos a mais pura forma de amor
Forma pura de um querer abrazador
Somos pensamentos sintonizados,sentimentos amalgamados
Somos carência interior,que se dilui quando ouço sua voz
Voz que me provoca calor
Somos lágrimas caidas,as vezes contidas,que não voltam atrás
Somos paixão,somos vida,estrada sem saída,somos tudo e muito mas
Somos aquela poesia de amor...que inspira a caneta na mão do autor
Somos imagem refletida,imagem que sabemos decor...por amor
Sou tua menina...você meu braço acolhedor
Somos a mais completa falta de explicação
Um amor cego ...não nego
Somos loucura,razão,AMOR

MEL

domingo, 23 de setembro de 2007

Roseiral


Andando no roseiral,buscando conforto

Buscando quem me falasse ao coração

Qual a rosa que me dá inspiração?

A mais perfumada a mais bela

Me surpreendi com uma rosa amarela

Fiquei na espreita

E num rápido olhar para trás

Percebi uma rosa lilás

Rosas se mesclando

Entre cores e aromas

Na claridade do dia ...uma centelha

Encontrei ainda que pequena ...uma rosa vermelha

Assistindo esse ato divino

Que o destino nos dá

Observei uma frondosa rosa cor de chá

Taõ linda e tão prosa

Ao meu lado gritava

a rosa cor de rosa

Envolvida no meio de tanta beleza...contumaz

Encontrei uma rosa perdida que não volta atrás

Rosa tão pura,Rosa branca

Símbolo de pureza,razão da minha paz

sábado, 22 de setembro de 2007

Sem você




O mundo naõ vive se vc não está aqui


O sol não brilha


O céu nublado fica


As horas não passam


As horas se arrastam pelo peso da saudade


O mundo não vive se vc não está aqui


Abrisa não sopra


O vento não corre


O dia não passa ele se arrasta


O mundo não gira


A lua se esconde


As estrelas não cintilam


O céu negro sem vida


As horas não passam


Os ponteiros parecem imóveis

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Poço


Poço sem fundo,onde me deixei entrar

No ínicio era um mergulho mútuo

Flutuava pelo espaço

Flutuava nesse sonho

Meu corpo caia e eu sonhando sem querer acordar

Me juntando a tua ventania

Me enganando mas eu n~/ao sabia

Não sabia se mentia quando falava do verbo amar

Eu era apenas uma gota

Nesse poço feito de ilusão

Mas tinha que voltar

Voltar dessa viagem nesse poço sem fundo

Tenho que acordar voltar

Ao mundo real

domingo, 16 de setembro de 2007

Eu nunca estarei longe demais!!


Eu nunca estarei longe demais que não possa sentir vc

Eu não exitarei te responder sempre que me chamar

Eu sempre lembrarei da tua voz, tão doce,tão terna

Eu serei aquela que te sustentará na queda

Eu serei teu porto, teu cais,teu refúgio

É só você me chamar

Porque estou apaixonada,encontro minha alma no fundo dos teus olhos

Um dia vc abriu meu coração,me levantou me fez crescer

Nosso amor evaporou por dentro de nós

Ele é mais forte que eu e vc

E agora que ele qconteceu,vc quer voltar atrás

Não podemos voltar,não posso retroceder

Só poderiamos nos tornar um

Mas você desistiu desse amor

Você não perdou um erro meu

Só sei que eu nunca estarei longe demais

É só você me chamar

Eu sempre estarei aqui

Eu sempre vou te amar


Mel-versão da música:Whenever you call

sábado, 15 de setembro de 2007

CORAÇÃO DE OUTONO

Meu coração tem folhas secas
Caidas pela dor
Dor dsesse amor
Tapete de folhas sem cor

Meu coração é outono
Mas já chegou a primavera
Mas meu coração ainda é outono
Ainda te espera

Meu coração ainda é outono
A primavera essta por chegar
Folhas novas vão nascer
Flores coloridas a crescer
E meu coração seguindo com a nova estação
Meu coração a renascer


Mel.20/08/2007

Recomeçar(Acróstico)


Recomeçar de uma nova vida...nova acaminhada

Entre tanta desilusão,tantas promessas me iludi,perdendo a razão

Continuei de pé,embora me faltasse forças, me faltasse ar

Onde fui busca? dentro de mim,nas pessoas que realmente me amam

Muitas vezes achei que não fosse conseguir, até me desesperei

Esperança era palavra que me faltava que não encontrava

Ciente do meu erro,de tudo ...derepente me encontrei!

Amigos , claro ,esses não poderiam faltar...amizade verdadeira

Recomecei não é facil ,mas nada é...Recomecei pois na frente tenho um,a vida inteira

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Vazio


Quatro da manhã,Onde está você?

Olho meu mundo vazio

Tua ausência,esse frio

Eu já estava acostumada a passar o tempo contigo

Passar o dia,a noite a madrugada

Já não sei ficar aqui sozinha

Queria que esse tempo voltasse

Acordar com o som da tua voz

Ficar acolhida em seus braços

Deitada em teu colo

Quatro da manhã...O telefone não toca

A mensagem não chega...

Essa angústia não sai

E essa dor que fica ,não vai!



MEL

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

ALMA(acróstico)


Ainda amo aquele homem,lendo suas cartas e juras de amor


Lembro da sua voz,do seu sorriso de suas lágrimas do olhar encantador


Mas esse amor talvez tenha marcado apenas em mim. na minha alma


Agonizando esse sentimento,que massacra nessa dor

Boa Semana


Bom início de semana a todos!
http://i60.photobucket.com/albums/h12/karinmattje/fetch2.gif

domingo, 9 de setembro de 2007

Saudade,noturno,despedida


Meu olhar triste e noturno,sem estrelas sem o brilho da lua prateada
Sem horizonte
Siigo pela noite vagando acordada,tentando preencher essa ausência com nossas juras trocadas.
São palavras de amor onde não cabem mais nosso sentimento.
Meu olhar vazio e inseguro,transbordando numa lágrima a dor da saudade,a dor, dessa verdade.
A dor nos toma em algum momento,que grita num lamento pela estrada,atravez do vento
Assim posso te encontrar na metade do caminho tentando diminuir a saudade.
Meu olhar frio e taciturno me lembra das horas tristes ,das despedidas,fatos da nossa vida,da consequencia de um erro
Tenho que encarar,suportar,tenho que chorar tudo de uma vez para não mais lembrar ,para esquecer



Esse foi feito atravez de um desafio de uma amiga(Regina Coeli) me lançou no dia dos pais.

TERRAS DISTANTES



Vou para terras distantes


Mesmo sabendo que essa dor ira me acompanhar


Dor de amor não se foge


Pois ela teima em escravizar






Vou para terras distantes


Tentando encontrar o que restou de mim


O que sobrou,juntar os cacos ainda espalhados


Sei que não vou encontrar os cacos assim




Vou para terras distantes


Sei o que sinto aqui, vou sentir lá


Deixarei você aqui,


mas metade vai me acompanhar (Porto-Portugal:Me aguarde ano que vem)

Amanhecer




Amanhã é segunda


Nova semana


Novo dia


Novo despertar


Os passarinhos na varanda ,cantam suave melodia


Botões de rosas no jardim,se abrindo brindamdo o amanhecer


O sol entrará pela janela aquecendo esse dia.


Talvez não tenha sol.


O tempo pode nascer nublado,pode estae chovendo.


Os passarinhos em seus ninhos se escondendo,as rosas seus botões fechados permanecendo


Quem sabe?Mas para cada situação o dia terá que nascer,não importa.


Ele vai chegar com certeza de qualquer forma e em tua janela bater...


Se estiver nublado;que traga em suas nuvens gotas de esperança


Se estiver chovendo...que a chuva limpe as mágoas do seu coração e leve com elas elas as lágrimas do seu olhar.


Mas se estiver fazendo sol...aproveite o brilho que invade


É tempo de Recomeçar...




MEL.

sábado, 8 de setembro de 2007

A lua não me basta


Havia noite lá fora,pelo reflexo da lua
Entrava pela janela,iluminando o quarto
Iluminando a escuridão

Havia noite lá fora,havia noite em meu coração
Mas a luz da lua não me basta
A luz da lua ,lembra que um dia a ganhei de presente
Mas já não me basta
Pois me foi tirada derepente

A lua me aproximava do meu amor...
Mas hoje já não me basta
Sei que do outro lado tu estas
Nessa noite serena e casta
Mas comigo não estas
sua lembrança talvez lhe basta
E eu aqui tentando arrancar essa dor,que me castra.