segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Amor Profano




A mo esse homem,esse seu jeito
M esmo sabendo que um dia esse sonho pode acabar
O nde isso vai dar?
R odeando o tempo confundimos as horas


P roibido é para o mundo
R econheço que é uma loucura
O stentar esse meu querer
F azer isso real eu e você
A paziguando o coração que cansou de sofrer
N ada mais eu posso fazer
O amor e assim me pegou sem eu saber

Um comentário:

pedro nogueira disse...

como me chamou atenção esse texto que coisa bem explicita muito bom reli bem elaborado poetisa parabens muito bom...